image

Cometários

Aqui você pode ver os comentáios e descrições sobre algumas peças do Museu.


ALUCINAÇÃO:
Este mural foi feito em 1991 por tito pereira da silva,
repleto de mensagens subgetivas, desta época, por um raciocinio tumultuado por sombras de sua personalidade que se encontrava em uma fase mental de dificil aceitação da vida, e seu ego não se encontrava em qualquer ambiente em que estivesse.   Somente existia para  ele  melancolia, tristeza  e  raiva.
Era filho caçula  de  jayme  e  carlota  pereira  da  silva.   Era portador de psicose maniaco depressiva, neuroses e procurava junto com a familia compensar de todas  as maneiras estes estados mórbidos. Fez parte  desta agonia a  ingestão de  bebidas  alcoólicas  e  drogas.    Chegou  a cursar medicina em vassouras, no rio de janeiro  e  fez  novo  vestibular  para  medicina  na universidade   de  juiz   de  fora,  onde  chegou até o quarto ano. Em sua carta de despedida disse, vou embora para não fazer mais mal para as pessoas que mais amo e se suicidou em janeiro de 1993 aos 43 anos de idade.

APARADOR  E  RELOGIO ESTILO LUIZ XV:
O estilo luiz xv é uma variante do rococó, e dominou  nos interiores dos palacios franceses no periodo de 1740 até 1760.  É um estilo alegre, feminino, que valoriza as mulheres, rico em figuras nas tapeçarias, moveis, paredes, e pinturas. Este console é um misto de estilos, com características de luiz xv,  com  dominancia  do  dourado,  tem  entalhes  de   madeiras nobres  na sua decoração.  O  relogio  no  puro   estilo rococó, luiz xv, tem finos e delicados trabalhos na madeira, também sem  figuras humanas e com dominancia de dourado.

METRÓNOMO:
Este metronomo, é francês, do seculo xix, pertenceu a soror radigunda, uma das pioneiras francesas, que aqui chegaram   por volta de 1903. Era eximia pianista, e foi professora de musica, de maria tito pereira, que o  ganhou de  presente de sua mestra.  O  metronomo é um pequeno aparelho de corda, que  serve  para   marcar  os  compassos  musicais.    Tem uma haste Metalica que sinaliza os tempos, de valsas, choros, boleros  enfim todos os compassos. Tem ainda como calibrar a velocidade destes tempos.

APARADOR SIMPLES:
Este pequeno aparador é uma obra de arte em madeira nobre, trabalhada a mão, com com poucos detalhes decorativos.  O importante é a raridade de seu estilo, lembra luiz xv. Com entalhes dourados, haste única, com tres pequenos pesinhos. Fabricação por volta de 1940.

CADEIRA DOURADA:
Cadeira de  madeira entalhada,  em estilo  barroco tardio, italiano, da região da toscana,  modelo do  seculo XVIII, madeira embuia, rustica com detalhes dourados, dando resultado brilhante,  muito  vivo.  O assento está revestido em veludo amarelo velho. O motivo de conchas em madeira foi muito usado na europa,  nos seculos XVII, XVIII e XIX,  cujo significado era boa fortuna. Fabricado na primeira metade   do século XX  em  minas gerais.

CINE GUARANI:
O primeiro cinema de Carmo do Rio Claro, surgiu em 1915, sendo o primeiro projetor, mudo e comprado pelo Major Veiga. Como as projeções eram sem som, havia sempre uma bandinha ou algum musico tocando para abrilhantar a sessão. Os músicos Honor de Castro, Nicanor de Castro, Eleutério Guilhermino (Tetelo), José Cabral, o maestro Zé Maria dos Santos com a sua Banda Tira Teima e outros faziam a alegria ou tristeza destes filmes mudos, com Clarinetes, Violão, e Violino. O primeiro operador de projeção foi o Sr.

Emydio Carvalho Marinho Nos intervalos dos filmes os espectadores se reuniam no salão de espera, onde existia pequena confeitaria, aí degustavam salgadi nhos, cerveja ou guaraná. Aqueles espectadores que não queriam afastar-se de seus lugares, tinham a sua disposição um vendedor de pipocas, bombons e doces que circulava por todo o cinema. Em 1928 foi adquirido o primeiro projetor sonoro, e neste mesmo ano o cinema foi destruído por um incêndio provocado por um curto circuito na sua rudimentar rede elétrica oriunda da Usina Cachoeira.
Os entusiastas que trouxeram o primeiro filme falado para o Carmo foram Manuel Mendonça Neto e Antonio de Pádua Ferreira.

Em 1938 o Cine Guarani foi marcado por uma tragédia, que feliz-mente ocorreu pela manhã não ferindo ninguém. A cumeeira do velho prédio que o abrigava se quebrou no meio, caindo todos os caibros e telhas sobre suas cadeiras. Os senhores Antonio Mansur, Otavio de Castro e Sebastião Ferreira o Taozinho foram seus donos em sua época áurea, quando o footing em sua frente era a coqueluche social da cidade.
Em 1983 o Cine Guarani encerrou suas atividades, ao som de sua musica prefixo “La Paloma”. Foi seu ultimo dono o Sr. José Aprígio Vieira e seu genro Galvão casado com Maria Alice Vieira.

Uma curiosidade referente ao Cine Guarani, é que o seu alto falante, que girava em todos os sentidos incomodava alguns carmelitanos por acharem o som alto, ou não gostarem das musicas, Boneca Cobiçada, Cerejeira Rosa, Chão Preto, Contigo em La Distancia,  dentre outras que diáriamente eram executadas. Este fato levou ao pobre alto falante a apresentar em sua estrutura grande quantidade de furos de balas de revolveres e espingardas. Em 2010 o Sr. Moacyr Galvão doou o projetor do Cine Guarani para o Museu Carlota Pereira da Silva.

DESENHOS:
Desenhos realizados por carlota e maria tito no colegio e escola normal sagrados corações, no periodo  de  1917  a  1919,  quando  as  professoras eram das primeiras  que vieram da  frança  para  a instalação daquela escola.

FOTOS:
Fotografia de capitão tito carlos pereira e dona prudenciana maria da conceição por volta de 1890.

FOTOS:
Fotografia de uma grande admiradora de jayme silva, era de pouso alegre, e manteve por muitos anos a esperança de um grande amor.

CRUCIFIXO:
Do inicio do seculo xx, com adornos prateados, e pedrarias coloridas mineiras. Rico em dourado e não era comum em residencias,  porem constante em igrejas. Esta é proveniente de fazenda do sudoeste de minas gerais.

ESPLENDOR DOURADO:
Peça do inicio do seculo xx, proveniente da sala de estar de fazenda do sul de minas gerais, consta de
Espelho convexo com raios de madeira dourada por pó de ouro.

DEUSA DE NAXOS:
Figura da mitologia da grecia antiga, na ilha de naxos, que tem rosto de mulher, corpo de leõa, asas e pés de passaro, representando a união de todas as forças da natureza.
Esculpida por edgar pereira da silva após visita pelas ilhas gregas, elaborou esta réplica com estrutura interna de madeira, revestindoa de gesso e resina, completando com tinta epoxi, para transmitir um pouco da beleza que se vê na historia da antiga grecia.

 

 

 

 

 

 


Curiosidades

O Idealizador

Edgar Pereira da Silva nasceu em Carmo do Rio Claro, Sul de Minas Gerais, Em 18 de Setembro de 1942, filho de Jayme Silva e de Carlota Pereira da Silva, tendo como avós maternos o Capitão Tito Carlos Pereira e Dona Prudenciana Maria da Conceição. Saiba mais »

Contatos

Carmo do Rio Claro
Praça Tito Carlos Pereira, 98 - Centro
Minas Gerais - CEP 37150-000
Fone: 035- 3561 1609

Entre em contatos conosco para mais detalhes sobre o museu e tire suas dúvidas.

contatos@museucarlotapereira.com.br
atendimento@museucarlotapereira.com.br